segunda-feira, novembro 27, 2017

Babyquilt em branco e cor de cinza


Uma combinação de cores que nunca enjoa, cinza e branco foi a escolha dos pais  para o quarto do bebê Gabriel. O quarto vai ser dividido com seu irmãozinho Guga, por isso o babyquilt obedeceu ao mesmo padrão de patchwork. O do Guga está aqui.


O efeito é o mesmo - um zig-zag ou chevron - usando tecidos nestas duas cores.
Mas as estampas e a maneira de fazer são diferentes.  Se no anterior o quilt foi composto por triângulos que se juntavam para fazer o zig-zag, neste a composição foi de união de dois retângulos, para juntar aos outros retângulos e montar o chevron.  Olhando  de perto as fotos acima e abaixo, é possível ver como foi feito. E comparando com as fotos do outro post, fica mais fácil entender.


É uma técnica mais usada para fazer uma "escada" ou ladder,  mas como decidi fazer no sentido  zig-zag, me deu um pouco mais de trabalho. Principalmente porque escolhi estampas com "sentido". Não poderia simplesmente cortar retângulos iguais no sentido da estampa. Alguns precisam ser cortados na horizontal e outros na vertical. Não, não me dei conta disto na hora de escolher os tecidos.😕 Mas a gente aprende, né? Sempre!


Na parte de trás, que também pode ser usada,  apenas faixas em vermelho e branco. Com uma concessão para esta gracinha de estampa com soldadinhos. Lindinha, né?


E, para terminar, uma almofadinha com o nome do bebê, nos mesmos tons. Aqui, o chevron da estampa do tecido foi cortado exatamente  num mesmo sentido, para ficar com o efeito de listras diagonais.




segunda-feira, novembro 20, 2017

Chuva de cores



A algum tempo atrás eu fiz uma coleção de nuvens com gotas coloridas para dar de presente para meus sobrinhos-netos. Já tinha feito algumas antes, como estas aqui e como a nuvem com chuva de estrelas para minha neta Stela.


 
Estas eu fiz um pouco diferente,  com cordões coloridos mais grossos que o fio de nylon, o que ajuda a evitar o embaralhamento das gotas. E fiz a "chuva" também em forma de corações.



Retalhos de feltro se prestam muito bem para estas peças - e tenho uma caixa cheia deles, porque  sempre dá para fazer alguma coisa, principalmente peças pequenas.


Também comprei muitas tirinhas, com cerca de dez centímetros cada, vendidas nas lojas de tecido. Assim, dá pra fazer um bom estoque de muitas cores. Nesta época de preparativos para o Natal,  dá pra fazer muito enfeites para a árvore utilizando pequenos pedaços de feltro. E a internet oferece milhares de sugestões. É só ter paciência para procurar alguma coisa que lhe agrade e atiçar a sua criatividade.






segunda-feira, novembro 13, 2017

Está na mesa!


Para uma salada ou sopa ou feijoada, sempre que se arruma a mesa com cores fica mais agradável e até abre o apetite.  Não é? Nem sempre temos vontade de arrumar a mesa , deixando com uma agradável aparência - tá certo, às vezes falta tempo - mas quando conseguimos,  não é mais bacana? Mesmo que a pessoa esteja fazendo a refeição sozinha, uma mesa bonita sempre é melhor que comer em pé no balcão. Para os olhos e para a digestão.


E este jogo americano  cheio de bolas coloridas é uma boa opção! São quatro toalhas, cada uma destacando uma das quatro cores presentes na estampa.


As toalhas individuais podem ser usadas também no balcão de preparo dos alimentos - e já fiz algumas que, soube depois, eram usadas como toalhinha de enfeite, com vaso de flores ou prato com frutas em cima . Se é para alegrar e colorir a vida, por que não?


Elas harmonizam com a louça e com qualquer tipo de refeição. São práticas, podem ser lavadas individualmente e não o conjunto inteiro  quando suja só uma. Mas isto, quem usa jogo americano já sabe, né?


Este deve ser o terceiro conjunto que faço deste tipo. O primeiro foi este aqui. Depois diz este, mesmo estilo, mas um pouco diferente, com outra estampa junto. E todos combinando uma faixa lateral com uma das cores da estampa de bolas, prá ficar ainda mais colorido!


 Estes, agora, seguiram viagem. Vão prá longe!


Ah, eles ainda se dão muito bem quando usados em conjunto com os sousplats de croché, todos de uma cor, ou combinando (ou também contrastando) com as cores da outra peça. Prá ajudar a deixar a vida mais alegre!😋




segunda-feira, novembro 06, 2017

Com cara de festa


Uma festa colorida, com bandeirinhas que sempre remetem à alegria. Este foi o motivo que escolhi para algumas peças de um enxoval para o quarto de um bebê que nasce neste mês de novembro. As peças já foram entregues há algumas semanas para a vovó Carmen,que há dois anos já havia encomendado o enxoval do seu primeiro neto, o ruivinho Pedro, com mostrei aqui , aqui , aqui e aqui.


As bandeirinhas foram usadas em todas as peças de um jogo de lençol e fronha, numa almofadinha com o nome e num cordão  para enfeitar o quarto.


O lençol de baixo é branco. No lençol de cima, fiz uma barra com as bandeiras  nas cores escolhidas com a vovó: verde, laranja e amarelo em tons claros. E na fronha, escolhi uma bandeirinha de cada cor, no mesmo tamanho das  do lençol.


O gurizinho recebeu o mesmo nome do pai, Roberto e, claro, já está sendo chamado de Robertinho.  E na almofadinha com nome, fiz as bandeirinhas menores, com o nome do menino acima delas.


Na foto abaixo, feita aqui no pátio de casa, (sim, quem acompanha o blog já sabe que sempre fotografo este tipo de peça como se estivessem num varal), está também o cordão de bandeirinhas.


Foi a primeira vez que fiz estas bandeirinhas de tecido. Apesar de achar muito bacana e tão alegre, nunca tinha dado no jeito de costurar estes retângulos de tecido coloridos. E quando recebi esta encomenda, foi o primeiro tema que pensei.


Fiz ainda, de presente para o bebê, este babeiro reversível. Aliás, alguns meses atrás fiz muitos babeiros, alguns para minha neta Stella e outros para sobrinhos netos Martina e Gabriel. Vou mostrá-los aqui em outro post.


Eu falei para a vovó Carmen ( que foi minha colega na adolescência), que estas peças para bebê foram algumas das mais alegres que já costurei. Esta combinação de cores pode ser vibrante ou delicada, dependendo dos tons, mas é sempre muito alegre. Então, saúde para o Robertinho, que certamente vai trazer muita alegria à família!


segunda-feira, agosto 28, 2017

A mala da Stella


A minha neta Stella começou a ir para a escolinha algumas semanas atrás. Então, precisou de alguns equipamentos para esta nova fase de sua vidinha de um ano! Fiz uma mala e duas nécessaires para levar roupas, fraldas e todas as coisinhas que precisa para trocar as fraldas,como lenços umedecidos e pomadinha.


Usei este tecido acquabloc com simpáticos flamingos cor de rosa, com chapeuzinhos que ela tenta pegar com os dedinhos. Minha filha havia comprado este tecido há bastante tempo, e já fiz uma almofada pra casa dela.


Em forma de mala tradicional, a peça tem  alça de tira de cadarço de algodão e  zíper  na parte de cima, a que abre. Dentro, usei tricoline listrada e com bolinhas, exatamente nas cores da estampa externa. Tudo combinadinho!

 
 


Foi a primeira mala que fiz, sem seguir modelos e tutoriais. Então, depois de pronta vi que tem algumas coisas a melhorar. Nada que impeça de ser usada - como já está sendo -, mas que pode ficar mais perfeitinha na próxima .

  

As duas nécessaires foram feitas  por dentro e por fora com o tecido que repele a água. Melhor, se por acaso vazar algum produto líquido.Foram feitas no modelo box, mais compridas que largas, quase um estojo. Mais um kit pronto para a guriazinha. E parou aí? Claro que não, né!👧

 



terça-feira, agosto 22, 2017

O colorido babyquilt da Stella


A guriazinha já fez um ano este mês e só agora o babyquilt da minha neta Stella aparece aqui no blog. Fiz algumas poucas fotos antes de entregar, mas elas sumiram. E cada vez que ia para a casa dela ou era muito quente, e o quilt estava guardado, ou era muito rápido e não lembrava de fotografar, ou a menina exigia tanta atenção que não sobrava tempo pra mais nada.


Então, neste último fim de semana, quando fizemos o piquenique/festa de um ano, o babyquilt estava dobrado sobre  a cabeceira do berço e na última hora, quando  estava quase voltando pra minha casa, consegui fotografá-lo!


O babyquilt teve o modelo definido ainda antes de comprar os tecidos - que deveriam ser todos de cor lisa, a não ser o chevron do fundo, em preto e branco. A maior quantidade de cores possível, vários tons da mesma cor e com distribuição aleatória. E as cores são lindas! Muito vivas, alegres - e com alguns tons de cinza pra destacar ainda mais o colorido. Aqui neste post estão os tecidos escolhidos para todo o enxoval - embora depois eu tenha incluído mais algumas cores.


O padrão escolhido foi de triângulos isósceles, costurados um a um para fazer uma linha, que depois foram se juntando para compor o topo do quilt. Como escolhi as cores aleatoriamente, às vezes alguns triângulos formam losangos da mesma cor. Sem problema, a intenção era deixar assim livre.


Nas bordas laterais, fiz uma faixa estreita cor de cinza e coloquei outra faixa com os triângulos  no outro sentido. Isto faz o acabamento e acompanha a altura do colchão.






O lado de baixo, além do chevron preto e branco, tem bordas laterais com retângulos de várias larguras dos tecidos usados em cima. Se, por acaso, o babyquilt for usado deste lado mais sóbrio, ainda vão aparecer várias cores na borda do colchão. 😀


Aqui outros posts com peças feitas para o enxoval do quarto da Stella:
-trocador de fralda e seus acessórios: aqui
-móbile de estrelas - aqui
Acabou? Ainda não! Tem mais coisas prá mostrar.