quarta-feira, setembro 07, 2016

Estrelas para a Stella


Acho que vocês já sabem: há pouco mais de três semanas me tornei uma feliz vovó. A Stella nasceu no dia 15 de agosto, um pouco antes do previsto, e nos últimos dias estive em Porto Alegre acompanhando os primeiros dias da neta e da minha filha Rita como mamãe. É um encantamento!


Como o nome da menina significa estrela, em italiano, fiz um móbile  que, a partir desta quarta semana, ela começa e distinguir e acompanhar com os olhos. Bem colorido - como o babyquilt que mais adiante vou mostrar aqui - o móbile tem várias estrelas caindo de uma nuvem branquinha. Tudo de feltro (material que usei poucas vezes nos meus trabalhos).


No dia em que voltei pra casa, pendurei o móbile no puxador de um armário alto, que fica acima do trocador de fralda, para fotografá-lo. E por aí ele ficou, pelo menos por enquanto. Ali, a guriazinha vai poder vê-lo em movimento e, mais adiante, tocar as estrelinhas com as mãos.


Quando estava fazendo a nuvem de feltro branco recheado de plumante, lembrei das brincadeiras de ver formas nas nuvens do céu. E optei por não fazer uma nuvenzinha perfeita de desenho. Assim, às vezes vejo um cachorrinho, às vezes um patinho...


Inicialmente, a ideia era fazer cordões em vários tamanhos, mas achei mais legal  prender uma estrela em cada fio de nylon, todas perto uma das outras com comprimento parecido em cada fio. Gostei mais desta montagem, porque conforme se mexem pelo vento, ou pelas mãos, outras estrelinhas vão aparecendo.


Esta  foto acima é da vista que a Stella tem, deitada no trocador de fralda.
E, na foto abaixo, o móbile à noite, iluminado por luzinhas indiretas.



Na foto abaixo aparece parte do trocador, que será motivo de novo post. mais adiante.


domingo, julho 17, 2016

Receitinha para adoçar o inverno.


Frio, muito frio por aqui. E um vento gelado que diminui ainda mais a sensação de frio que se tem. Em dias assim, bom mesmo é ficar quentinha dentro de casa  saboreando as delícias do inverno. E uma delas é tomar um chá quentinho saborizado com casquinhas de laranja com açúcar. Sabe fazer? Vem ver:


Descasquei duas laranjas (pequenas, usei laranja do céu, mas pode ser com outra), cortei em tirinhas pequenas e deixei de molho em água bem quente por aproximadamente dez minutos. (Dica da minha filha Júlia).


Depois deste tempo, tirei da água e sequei com um pano de prato (pode usar papel toalha) . Coloquei, então, numa frigideira junto com uma xícara de açúcar e deixei ferver.


Ferveu, fazendo bolhas, até secar na frigideira. Importante ficar mexendo todo este tempo para o açúcar  grudar na casquinha  e não queimar.


Neste ponto, passei para um prato de vidro, esparramando bem.


Deixei esfriar e armazenei num vidrinho de geleia. Como não coube tudo, troquei para um potinho de netella (acho que de 200ml).


Pronto! Pode ir para dentro da xícara de chá, pode comer puro - fica doce com o amarguinho da casca da laranja. Pode, também, ir para um saquinho de celofane pra presentear alguém. E, então, é só aproveitar!


xxxxx

Como já estava com a "mão na massa", aproveitei e fiz um açúcar saborizado com laranja para adoçar o chá ou café.

 
Um copo de suco puro, sem sementes...


... com uma colher (de servir) de açúcar.


Deixei ferver e engrossar, mexendo sempre.


Como secou demais (foto abaixo),  botei o doce de volta pra panela com um pouquinho de água, mexendo sempre. Fazendo é que aprende!


Tirei, então quando alcançou a consistência de um melado. E foi para um vidrinho, pra se servir com colher. Aqui neste ponto, se você tiver aquelas forminhas bem pequenas, em forma de coração ou qualquer outro modelo, pode colocar este doce na forminha e esperar secar. Depois, põe em vidrinhos para ir à mesa. Eu não tenho, então  ficou no vridro mesmo.Fica bonitinho  na hora de servir o chá - ou café. Bom proveito!


segunda-feira, junho 27, 2016

Prá aquecer!


Com a chegada do frio por estas bandas, a agradável hora das refeições no pátio ou na varanda foi suspensa. Mas não é preciso ficar longe da natureza. Então, montar a mesa ao lado da janela para tomar uma sopa apreciando o visual lá de fora é uma boa.



E os sousplats vermelhos ajudam a aquecer. Entre os muitos que fiz, desde o ano passado, quando me reencontrei com o croché, estes estão indo para Santa Maria, lá no coração do Estado.


Tenho destes também aqui em casa  - fiz, pelo menos, um de cada cor do material que tinha em casa. E se você acompanha as fotos de bom-dia na página Casa al mare no facebook, já deve ter visto. Fiz sousplats, coasters e guardanapos de tamanho intermediário entre esses dois, e são ótimos pra animar o começo da manhã com colorido bacana, enquanto tomo o café da manhã ou um chá à tarde. E quando vêm visitas, arrumar a mesa com peças feitas à mão para servir chá e bolo é uma delicadeza!



 Também tem um conjunto do mesmo vermelho na casa da minha filha, em Porto Alegre. Ela usa com esta toalha xadrez e fica lindo! Sim, temos louça igual, mas estes talheres alemães, no estilo antigo são bem mais bacanas que os meus tramontina -haha.



Bom, já que este é o primeiro post do inverno, desejo a vocês uma estação do frio muito agradável, sem o exagero de temperatura baixa como fez nas últimas semanas. Com muito creminho, sopa, chocolate quente, chá, café... e bolo de chocolate! Porque, aqui, inverno tem que ter bolo de chocolate! ;-)


domingo, maio 22, 2016

Combinações em cor de vinho.


Alguns dias atrás (muitos dias, na verdade, porque as peças já foram entregues há bastante tempo) recebi o pedido de uma antiga cliente, a Aline,  para fazer um pequeno kit: um porta-óculos e um case para o tablet. Cor escura e borboletas tinham a preferência, disse ela. Mas aquelas borboletas fofinhas, coloridinhas, eu só tenho em tecido com fundo claro.

Então abri as caixas de tecido mais escuro e eis que encontro, vindo lá de uma década atrás (será que tanto assim?), este cor de vinho com estampa de bichinhos alados! Bingo! Prá combinar, bolinhas com fundo mais escuro e esta estampa de folhas ou ramos. Gosto muito dela!


O case tem fechamento com alça e botão forrado do mesmo tecido da parte de trás e do bolso.


E o case tem bolso, fechado com botão de pressão, para colocar o carregador. Tudo no lugar e muito protegido!


E, falando em carregador, fiz uma alcinha fechada com botão de pressão, para amarrar o cabo. É o mesmo tipo de anel que  já usei para prender guardanapos ( aqui e aqui fechando a própria toalhinha). Ou mesmo cabos e fio, como aqui.
.

Na mesma combinação de tecidos, fiz o porta-óculos.

O importante é proteger o equipamento, mas se for tudo combinadinho fica mais bacana, não é? Até a próxima!



domingo, maio 15, 2016

Berçário de ursos


Faz tempo que não mostro os ursinhos por aqui, né? E tem muitos, que já arrumaram a malinha e viajaram daqui da Casa al mare. Então, hoje vai aí uma ninhada deles. Mas tem mais, que vão aparecer aqui mais adiante.


Esta turminha foi feita lá no ano passado,  para enfeitar uma mesa de festa de aniversário organizada pela Julia Queiroz Eventos.  Foram quatro ursinhos: dois grandes e dois médios, como dá pra ver na primeira foto deste post.

Primeiro, os clarinhos. Xadrez branco e bege e bolinhas em dois tons de bege, com fundo branco. Eles foram com laço no pescoço e gravata, ambos azuis  - do mesmo tecido usado nos irmãozinhos maiores.



Os grandões, em dois tons de azul, também foram "vestidos" com laço  e gravata no pescoço, feitos com tecido bege e branco. Formaram um quarteto todo combinadinho. E fofo, né, porque estes ursos são ótimos para a criançada abraçar, brincar e dormir  agarradinha.





Falando em dormir agarradinho, hoje o clima aqui está perfeito pra isto. Domingo de outono com a maior cara de inverno, com chuva e frio, pedem uma cama  para ficar lá, embaixo das cobertas curtindo o dia de descanso.


segunda-feira, abril 25, 2016

Começando o enxoval da Stella



Eu já fiz muitos, muitos enxovais para bebês para pessoas amigas, para amigas que "conheci" pela internet, para clientes de vários lugares que viram meu trabalho aqui no blog e na página Casa al mare no facebook. Agora, chegou a vez do  enxoval da minha neta! A Stella nasce no final de agosto, e há alguns dias fui com minha filha Rita  na LuluBlu, no centro de Porto Alegre, escolher tecidos.  (Se você mora  perto e adora tecidos, vai se encantar com a loja. Tem estampas liiiindas! Difícil escolher! Além da maravilhosa vista - lá do vigésimo sétimo andar - da cidade , das ilhas e dos rios que formam o Guaíba. Um espetáculo!)


Bom, na verdade, eu só dizia as metragens necessárias, porque os tecidos foram escolhidos mesmo pela Rita. E para o babyquilt, coincidentemente ela quis tecidos lisos muito coloridos, como os usados em uma foto que guardei há muito tempo para inspiração. A parte de baixo será em chevron preto e branco. Vai ficar uma coisa muito linda!


Este geométrico com tons de cinza mais amarelo e branco junto com o chevron cinza e liso cinza, serão usados no trocador de fralda. Para esta parte do quarto ainda falta o porta-fralda, que será comprado mais adiante, quando o quarto da menina começar a ser montado.


E esta bicharada linda vai virar almofada! Macaco, girafa e elefante  mais o zig-zag branco e cinza de novo. Como os tecidos de cor lisa terão sobra, ainda dá pra fazer capas de almofadas cloridas e mudar o quarto, conforme a cor usada.

E os lençóis? Ah, a Stella vai dormir   entre tecidos com estampas lindas! Vai ter flamingo, nuvens, bichos, uma festa! E, para mim, a festa já começa agora, costurando essas lindezas todas.Todos os tecidos lavados e passados, vão, agora  para a máquina de costura. Que delícia!