domingo, fevereiro 15, 2015

Muita cor nesta casa para o bebê !



Pouco depois de fazer um minienxoval para o Antonio (que mostrei em três posts aqui, aqui e aqui), a bisa do bebê, minha amiga Vera, mandou a foto de um berço encontrado em antiquário e que vai ficar na casa dela, na serra do Rio de Janeiro, para acomodar a criança quando a família  estiver toda por lá. É uma obra de arte, lindo, com uma estrutura externa que permite que o berço balance, embalando o bebê. Ela pediu que eu fizesse algum tipo de proteção  para ficar entre as grades e a criança e, como sempre faz,  deixou todas as escolhas de modelos e cores para eu decidir.


Então pensei: ou eu faço  peças românticas, com frufrus, tons delicados, rendas e outros adereços, meio estilo de um dândi, como deveria se usar para as criancinhas na época em que o berço foi construído, ou faria o oposto completo disto. Pelo que conheço da minha amiga, uma caminha para ficar na sua casa para seu bisneto seria muito mais alegre, colorido e atual, para fazer um belo contraste com a peça de madeira do século passado. Além disso,  na casa dos pais o Antonio tem um quarto com peças delicadas em azul clarinho veja nos links acima). Bom variar, né?


Procurei nos meus tecidos um que tivesse estas características e que alegrasse criança e adultos. Encontrei este tecido importado com desenhos de passarinhos em tons fortes sobre fundo branco. E para compor com ele, tecidos de cores lisas exatamente iguais aos dos passarinhos da estampa. Foi um belo achado!


Qualquer outra estampa junto  ficaria exagerado, pesada, e as cores lisas destacam a estampa principal. Então, fiz rolinhos de 85cm cobertos por um patchwork de cores. As pontas são abertas - o que facilita muito na hora de retirar para lavar. Nestas pontas é que vai o tecido de passarinhos, fechadas com um laço feito com tecido azul. Esta fita é presa com costura  pelo centro, pra não sair do lugar, e a ponta  é dupla (com o mesmo tecido por dentro e por fora). Isto faz o acabamento e deixa  mais estruturado.


A terceira peça é uma almofada marrom com a letra A aplicada. Tem bordas  na parte superior e inferior com a estampa de passarinhos - que aparece também atrás,  na parte interna do fechamento feito como fronha.



Para dar unidade, o ponto caseado que prende a letra A também foi usado na emenda dos dois tecidos na frente, e na costura de acabamento atrás.



Tudo muito alegre, como costuma  ser a convivência para as crianças quando estão na casa das vovós e bisavós. E isto, é certo, o gurizinho Antônio tem!




quinta-feira, janeiro 22, 2015

Paris na bolsa


Desde que conheceu Paris (ou muito antes até), minha irmã é apaixonada pela cidade. E poucos não ficam, né? Então, quando ela viu esta estampa, tempos atrás, quis que eu fizesse alguma peça para ela. Decidi o que fazer, quando ela apareceu aqui em casa com um tablet - que usava e recolocava na caixa original, que carregava dentro da bolsa. Agora, há poucos dias, quando fui para a casa dela em Ijuí, consegui entregar o presente.


Uma Paris antiga, com elegantes mulheres usando chapéus e vestidos rodados, nos monumentos de sempre - ontem e hoje admirados -  é a estampa do tecido importado. O fundo clarinho, marfim, tem bonitos desenhos coloridos das atrações parisienses. Tudo perfeito para virar um case para o tablet!


  A parte de dentro é com tecido azul com bolinhas brancas e o case não tem fechamento porque ela prefere assim, sem botões, fechos ou zíperes. Como ele é justo, o tablet não cai de dentro sozinho e, para tirá-lo, é só puxar que sai com facilidade. Pode carregar na bolsa, usar o gadget e, sempre que sentir saudade de Paris, é só ficar admirando! E você, tem um case para o seu tablet? E fotos com  Torre Eiffel ao fundo?



domingo, janeiro 04, 2015

Coraçãozinho, o ursinho da Maria


Então estamos em 2015! Já no fim do quarto dia do ano! Tudo muito rápido, não?

 E para iniciar os posts deste ano com uma peça fofinha e rosada, aqui está um ursinho cor de rosa e azul. O pedido foi feito já há alguns meses, mas como era presente de Natal, não tinha mostrado ainda as fotos.


Quem pediu foi a Renata, dinda da Maria. Aliás, a Maria já recebeu vários presentes da Casa al mare, entre eles um kit quando ainda era bebê, com babyquilt, travesseirinho com nome, almofadinhas cheirosas, nome escrito nos corações, além de um dollquilt com travesseirinho. Quer ver? Está aqui.


Quando fez o novo pedido, a dinda Renata não quis escolher cores nem estampas. Optei, então, por este tecido barrado, com várias estampas em rosa, azul e branco, para fazer um ursinho todo  com pedacinhos. qui em casa ele fez muito sucesso. E soube que a guriazinha também gostou muito do novo companheiro. E o urso, que sai daqui com o nome de Frederico  quando é um ursinho menino e Catarina, quando é uma ursinha menina, ganhou um novo apelido: a Maria chama de "Coraçãozinho".


Ainda tenho muitas peças feitas para presente de Natal para mostrar aqui no blog. O Natal, aqui em casa, foi bastante artesanal, então muitas fotos ainda vão aparecer. Logo, logo.


Então, até loguinho. ;-)
E um lindo ano novo para todos nós!


domingo, dezembro 21, 2014

Um presente feito com linho, flor e coração.


Alguns dias atrás fui ao casamento do meu sobrinho Rodrigo com sua Maitê. A cerimônia foi num lugar lindo, embaixo de uma figueira secular e na hora do pôr do sol. Desde que recebi o convite, já tinha como certo fazer um jogo americano especial para os dois - coisa que já havia prometido há muito tempo, quando eles contaram que estavam montando um apartamento.


E como hoje a maioria dos casais já tem a casa pronta, aqueles presentes tradicionais para casamento ficaram um pouco defasados, né? Mas para uma pessoa que adora criar com as próprias mãos os presentes que dá para seus afetos, esta novidade não é uma coisa que combina. (Aliás, vocês viram a propaganda da Faber Castell neste Natal sobre presentes feitos à mão? Está aqui, é lindo e adequado ao momento!)


Então escolhi, entre meus tecidos, um linho cor natural e delicadas estampas - cada tecido veio de uma parte do mundo e se uniram aqui para fazer o meu "presente perfeito" de que fala o vídeo que citei acima. Queria uma coisa ao mesmo tempo alegre, jovial, quente e delicada. Não sou muito de elogiar meu trabalho, mas o jogo americano ficou lindo! haha


Como a maioria das peças que eu faço, estas toalhas individuais também podem ser usadas dos dois lados. De um, o linho e o floral com fundo vermelho e de outro, vermelho liso  combinando com um floral prá lá de delicado - florzinhas vermelhas sobre fundo cor de creme/bege clarinho, nomesmo tom do linho. De um lado tem o detalhe de um coraçãozinho-botão vermelho e de outro, um botãozinho em forma de flor.


E o pesponto com linha vermelha escura aparece dos dois lados das peças.


São seis peças reversíveis  para serem usadas em qualquer época e ocasião menos formal. Pra ajudar a refeição a se tornar um momento especial.


Ah, e o casamento? Olha só que coisa bacana: vinha chovendo durante a semana e no sábado parou a chuva. Bom para uma festa ao ar livre. Mas mesmo assim não tinha aparecido o sol. E que hora ele apareceu? Exatamente na hora de se pôr, a hora marcada para a cerimônia.


quarta-feira, dezembro 10, 2014

Para o passeio do bebê


Terminando as peças feitas para o bebê Antônio, o que mostro hoje é o presente que mandei para  ele. Um porta-fraldas para ser carregado na bolsa, usando os mesmos tecidos do resto do enxoval. O tecido com estampa de  carrinhos, caminhões, trens e aviões, foi usado para o verso do babyquilt.


 Para completar o presente, um saquinho igual, para acondicionar os lenços umedecidos, pomadas, óleo e o que mais necessitar para a troca de fraldas. Os passeios com bebê acabam se transformando em aventuras, tantas as coisas que precisam ser carregadas junto. Organizando tudo, pelo menos fica mais prático. Bons  passeios para o Antônio!


domingo, dezembro 07, 2014

Antônio e Frederico - o começo de uma boa amizade.


Então chegou o dia cinco e o Antônio nasceu! Muita festa para receber  o gurizinho da família.  Logo que for para casa o bebê estará rodeado de amor e agrados. Num quarto cheio de delicadezas azuis. Já tinha mostrado aqui o babyquilt, o lençol e o travesseirinho com nome. Hoje é o dia das outras peças.


Duas capas de almofadas, com o mesmo padrão do babyquilt enfeitam a caminha do bebê. O chevron ou zig-zag igual ao da colcha, utilizando os mesmos tecidos. Nas almofadas eles aparecem divididos, cinco estampas em cada uma.






Atrás, al amofadas tem fechamento ripo fronha, com uma aba utilizando dois tecidos do babyquilt. E um a fita de cetim completa o fechamento.



Já o ursinho Frederico  tem lugar especial. O enxoval estava pronto para ser enviado, quando a Carol, mamãe do Antônio, viu os ursinhos aqui no blog, e quis um também. Era sexta-feira, fim da tarde. Então o envio foi postergado para segunda-feira e direto de Porto Alegre, para economizar tempo - um dia a menos de transporte. Mesmo assim, o corrreio levou um dia a mais para entregar o sedex - quem tem boas referências dos Correios? Pois é! Mas ainda bem que chegou antes do bebê!


Não só chegou como também foi junto para a maternidade, para receber o Antônio.  A Carol gostou tanto do ursinho, que levou junto e o acomodou na sua cama. Enquanto ocorriam os preparativos para o nascimento do Antônio, a bisa Vera Marina fez esta foto e mandou por mensagem. Depois disso, a vovó Rejane deixou recado numa das fotos do facebook, dizendo que o Frederico estava no bercinho, junto com o Antônio, na maternidade! Não é uma coisa muito querida?


O post já estava pronto quando, ontem de noite,  minha amiga Vera mandou esta foto abaixo. Tinha que entrar neste post, né? O Frederico fazendo companhia para o Antônio, os dois de azul, no bercinho de acrílico lá na maternidade.



quarta-feira, dezembro 03, 2014

Tudo azul para o Antônio




 Eu tenho uma amiga, colega dos tempos de redação de jornal (lááááá no século passado), que é  a expressão (que também se falava muito na época) da palavra  avant-garde, aquela que está sempre à frente. Pois quando as pessoas chegam perto da nossa idade e começam a ter netos, a Verinha inova outra vez: nesta semana ela se transforma em bisavó!


Depois de muito tempo, nos reencontramos no facebook e é por lá que conversamos, já que ela está morando no Rio. Desde este reencontro - virtual -  ela já encomendou várias peças para dar de presente - como este jogo americano -, algumas semanas atrás,  contou a novidade, pedindo para fazer um minienxoval para seu bisneto Antônio. E eu, que acho uma maravilha costurar  coisinhas para bebês, adorei a ideia. Ela só deu duas dicas: o quarto seria azul claro e teria referência a transportes.


A primeira coisa foi um babyquilt. Escolhi vários tecidos com estampas em muitos tons de azul clarinho e decidi usar a técnica chevron ou zig-zag. Nunca tinha feito nada com este padrão, e gostei muito. Tem várias maneiras para compor este  desenho, algumas bem complicadas, mas encontrei uma muito prática. O efeito é o mesmo em todas, o que muda é a maneira de cortar e costurar.



 Para o outro lado do babquilt encontrei um tecido com estampa perfeita para o tema:caminhões, carrinhos, trens e aviões em tons de azul e verdinho claro. Faltava só a etiqueta bordada com o nome do futuro dono do quilt, nome de quem presenteou e a data. Fiz assim:


 E recortando um dos caminhões da estampa, juntei com a etiqueta da Casa al mare e coloquei botões, fazendo as vezes de pneus. Surgiu um caminhãozinho com carreta especial para o Antônio! A criatividade funciona  e sugere coisas especiais para cada trabalho. ;-)


Fiz também um lençol branco com apenas um zig-zag num tecido azul com bolinhas brancas - que aparece também na borda do babyquilt e no travesseirinho com nome. No lençol e no travesseirinho, a etiqueta Casa al mare foi impressa diretamente no tecido.


Tem outras peças, que vou mostrar mais adiante, todas combinando entre si, claro.  Por enquanto fica o babyquilt, o lençol e o travesseirinho com nome. E as boas-vindas ao Antônio, nome bonito, antigo e de gente longeva. Meu pai, que também tem este nome, vai fazer 94 anos em janeiro!