terça-feira, junho 29, 2010

Pra enfeitar o quarto do Joaquim



As últimas semanas foram de trabalho intenso, mas, enfim, as peças que estive costurando já começam a chegar às suas donas, e posso mostrá-las aqui. Geralmente espero as encomendas chegarem ao seu destino para postar as fotos no blog e no flickr. Assim, a pessoa que encomendou tem a surpresa de ver a peça pela primeira vez quando abrir a caixa do correio. E embora receba e-mails com textos semelhantes a este - "Mas vou confessar uma coisa, todos os dias eu olhava o site prá ver se você tinha postado uma foto... da almofada, fiquei prá lá de curiosa rsrsrs" - poucas são as que pedem para ver antes.

A Eliane, que já tinha escolhido uma almofadinha com o nome da Sophia, agora encomendou uma para o Joaquim. Este era um dos nomes do meu nonno e sempre achei um nome muito bonito. Azulzinho, delicado, mas sem muito frufru nem rendinha, o travesseirinho do Joaquim já chegou ao interior de Minas Gerais nestes últimos dias.

Escolhi dois tamanhos de xadrezinho azul e branco e uma estampa de folhas para fazer as bordas. No centro, o nome do menino é em xadrêz sobre um tecido de delicadas borbeletinhas. As letras têm pesponto nas bordas e ao redor, para melhor acabamento. O fechamento, atrás, é transpassado e a almofadinha tem bordas americanas.

Para acompanhar, fiz duas minialmofadinhas. Ambas têm a primeira letra do nome do bebê aplicada da mesma maneira que na almofada. Usam os mesmos tecidos e também fitas de cetim e voal para serem penduradas. Onde? Na cabide de roupas, no trinco da porta, no puxador da gaveta ou da porta do armário, na cortina, na quina de um quadro, no cantinho do berço... Elas não são exatamente sachês, mas saíram daqui perfumadas e, quando o perfume acabar, é só aspergir mais um pouco. No lugar onde as fitas ficam presas na almofadinha, coloquei dois miniursinhos azuis.


O trabalho de criar e costurar é geralmente solitário. E mesmo quando peço a opinião de alguém que está por perto, tenho uma ideia quase pronta, a partir de informações que recebi de quem fez o pedido. E a peça não sai sem que também me agrade. Fazer uma encomenda - pela internet ou pessoalmente - não é a mesma coisa que comprar em uma loja. No balcão, escolhemos, pagamos, levamos.

Mas quando se pede a alguém para fazer uma peça artesanal, qualquer que seja, o relacionamento é outro. Mesmo quando dizem "confio no teu gosto. Pode fazer que tenho certeza de que vou gostar ", sempre fico esperando a volta. Porque não é como só pegar uma caixa na prateleira e enviar. Quem costura porque gosta, sempre envolve emoção nas peças que faz. Espera algum comentário. Eventualmente até pode ser uma crítica - não tenho a pretensão de ser perfeita, mas quero corrigir os erros, porque eles sempre acontecem com os humanos.

Por isso é tão importante o retorno de quem comprou. Às vezes a pessoa recebe e só fico sabendo através do site dos correios que confirmam a entrega. Isto é raro, mas acontece. Em geral o retorno vem em gentis mensagens : "Recebi hoje a almofada, está LINDA!!! Tanto a grande, como as duas pequenas, estão cada vez mais bonitas. ADORAMOS!!! Parabéns pelo trabalho."

10 comentários:

Anny Meng disse...

ESTÃO MUITO LINDAS SUA PEÇAS, PORISSO A MAMÃE FICOU ENCANTADA...QUALQUER UM FICARIA...BOA SEMANA...ANA

O mundo da Dani disse...

lindoooooooooooooooooo, amei.
vc nao faz o ponto caseado nas letras? esse outro ponto nao tem perigo de o tecido ir desfazendo?

sou novata nas costuras...rsrsr
bjusss

rosana sperotto disse...

Quanta delicadeza e capricho, Beti! Ternura azul, fofa, feito nuvens em céu de contos de fadas. Beijo

Cris Chiosini disse...

Olá, Beti.
Quando se trabalha com amor, tudo fica especial.
Suas almofadas ficaram especialmente lindas, e realmente não tinha como sua cliente não aprovar ! rs
Parabéns pelo capricho e pelo cuidado que tem com seus clientes.
Beijos.

sandra disse...

Concordo com os comentários que recebe das suas clientes! ainda não vi aqui uma peça de que não gostasse! São todas lindas!

Lilian Janine disse...

Que lindo de viver!!!

Liz disse...

Olá!!
Que trabalho lindo, quanta delicadeza! Impossível não se encantar, aliás, com tudo o que você faz. O segredo do encanto está justamente no carinho que você passa quando confecciona cada peça.
Beijo
Liz

Vanessa Maurer disse...

Você disse bem, costurar é um ato solitário mesmo... por vezes me pego pensando nisto!
Como sempre, tudo ficou muito delicado... costurar coisas para bebês deve ser bem bacana...
beijocas

Márcia "Lily" Reis disse...

mas que liiiiindos!!!!!

Como Fazer Artesanato disse...

Nossa, adorei seu blog...
Seu trabalho é lindo...
Quero muito aprender a costurar...
Já peguei uns passo a passo seu e vou tentar fazer, depois te digo como ficou tá...
Um grande abraço, e parabens...

Visite meu blog:

www.comofazerartesanato.blogspot.com

Nauana Simões