quinta-feira, maio 09, 2013

A luz do outono


 Tomar chimarrão é uma atividade pra lá de comum por estas bandas. Um hábito que geralmente reúne algumas pessoas numa roda - que não precisa ser necessariamente uma roda, redonda. ;-) Mas muitas pessoas tomam o seu mate sozinhas, no trabalho, em casa, viajando... E para que ninguém se sinta só, fizemos, no facebook, uma roda virtual de chimarrão. Na verdade, cada um continua tomando seu mate onde está, mas posta uma foto no grupo, na roda virtual. E lá conversamos e tomamos nosso chimarrão como se estivéssemos  juntos realmente. E uma vantagem, pra quem é ansioso e não gosta do tempo que o mate circula na roda até chegar a sua vez, é que tem a sua cuia bem à mão, pode tomar sempre que quiser.


Não tem nenhuma obrigação de levar uma foto  todos os dias, mas algumas pessoas fazem sempre isto. Afinal, com um smartphone é só clicar e postar, facilitou muito. E uma coisa que acho bacana é que as pessoas vão mostrando nas fotos  o lugar onde moram, seus hábitos, seus objetos, seus gostos. A foto do chimarrão aparece em escritórios, em jardins, na estrada, no carro, na janela.  Ele é o principal objeto da foto, mas aparece junto com bolos, doces, papeis, panelas... ou seja, no ambiente da pessoa mesmo, o que faz com que nos sintamos realmente próximos.


Então hoje, quando fiz  o meu chimarrão, já estava escurecendo pra fotografar dentro de casa. Coloquei a cuia no aparador e abri a porta, pra clarear um pouco. E a luz dourada e encantadora do outono se esparramou pra dentro, deixando tudo brilhante, bonito, encantador! É a luz mais bonita que tem, principalmente no sul do país, onde o sol  já  anda "de lado" pelo céu, e, mesmo ao meio dia, não fica mais no zênite, como no verão. As sombras ficam mais compridas e a luz  deixa a paisagem com lindos tons de amarelo dourado.


Então a foto era só para o mate, mas achei lindo demais pra ficar em apenas uma imagem. Divido agora com vocês um pedaço da minha casa no outono. Aceitam um mate?



3 comentários:

Márcia Lima Palamim disse...

Nunca tomei mate, mas fiquei verdadeiramente tentada... Não sei o sabor, mas adorei as cores, as flores, os móveis e as sombras. Fiquei imaginando o sol andando de lado pelos céus do sul do país. Fiquei feliz em ter vindo aqui e ter sentido um pouquinho a emoção desse hábito.
Parabéns pelo blog e pela sensibilidade.
Beijoooo.

Mina disse...

Beti, sou mineira e meu vício é o café!! Mas um dia gostaria de experimentar esse trem chamado mate, adorei sua descrição sobre as fotos que estão belíssimas com a luz de outono. E fiquei mais ainda com vontade de conhecer o sul. Tenha um ótimo final de semana, tomando chimarrão! beijos!

Marilia Baunilha e Patch disse...

Não conheço o sabor do mate, mas se ele inspira texto e fotos tão lindas, deve ser muito bom.

Beijos,

Eneida